Servidores de São José vão parar

Os trabalhadores municipais de São José dos Pinhais não ficaram nada satisfeitos com a postura do novo prefeito Toninho Fenelon em relação à data-base. Depois de aguardar dois meses pela mesa de negociação com o prefeito, a categoria se frustrou com a ausência do prefeito e de qualquer possibilidade de negociação.

Os secretários que participaram da reunião apresentaram a posição da Administração (reajuste salarial de 3,99% e R$ 26,50 de Auxílio-Alimentação) e afirmaram que não há o que negociar. Na próxima semana, a “proposta” da Prefeitura deve ser apreciada pelos vereadores, sem tempo para uma “contra-proposta” dos trabalhadores.

Diante deste cenário, a categoria deliberou em Assembleia Geral, nesta quarta-feira (10/5) pela realização de um dia de paralisação em defesa do aumento salarial e contra o desmonte do serviço público.

A mobilização está programada para a quinta-feira, dia 18/05. A programação vai ser divulgada pelo Sinsep nos próximos dias.

Lutar e Resistir

Por Nenhum Direito a Menos